Vaticano manda fechar colégios dos Arautos do Evangelho após ano letivo - Front catolico

Vaticano manda fechar colégios dos Arautos do Evangelho após ano letivo


 



Um documento emitido pelo Vaticano em 22 de junho determina que os colégios do grupo Arautos do Evangelho sejam fechados após a conclusão deste ano letivo.

A carta é assinada pelo cardeal João Braz de Aviz, prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica no Vaticano, e foi enviada ao cardeal Raymundo Damasceno Assis, nomeado pelo papa Francisco como interventor para os Arautos do Evangelho
.

O Vaticano determina que todos os menores de idade internados nos colégios sejam enviados de volta para o convívio de suas famílias após a conclusão do ano letivo. Caberá ao cardeal Assis realizar os procedimentos para que a decisão seja cumprida no prazo estabelecido.

Uma reportagem especial publicada pelo Metrópoles em 2019 denunciou uma série de abusos físicos e psicológicos cometidos contra crianças e jovens nos colégios. O Ministério Público também investiga o caso.

Entre as razões para o fechamento dos colégios, o Vaticano diz ter considerado “o tipo de disciplina excessivamente rígida praticada nas comunidades dos Arautos do Evangelho” e “as numerosas comunicações” enviadas pelos pais de crianças e jovens, alegando que as famílias “são, na maioria das vezes, excluídas das vidas dos seus filhos e que os contatos com os pais não são suficientemente garantidos”.

O Vaticano também declara que a medida visa a “permitir aos mais jovens o indispensável relacionamento com as famílias e com o objetivo de prevenir qualquer situação que possa favorecer possíveis abusos de consciência e plágio contra menores”.

A comunidade dos Arautos do Evangelho tem pouco mais de 3.000 pessoas no Brasil. O grupo nasceu com base em dogmas católicos e está submetido a uma rotina de princípios ultraconservadores.

Com informações de Metrópoles 


0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Footer

Tecnologia do Blogger.