Padre que chamou Bolsonaro de bandido diz que se excedeu e pede desculpas afirma bispo diocesano - Front catolico

Padre que chamou Bolsonaro de bandido diz que se excedeu e pede desculpas afirma bispo diocesano



Bispo diocesano disse que padre de Artur Nogueira se excedeu em suas palavras e pediu desculpas ao presidente da República

Da redação
O Bispo da Diocese de Limeira, responsável pela Paróquia Nossa Senhora das Dores de Artur Nogueira, emitiu uma nota após a repercussão do vídeo do padre Edson Adélio Tagliaferro, que faz duras críticas ao presidente da República Jair Bolsonaro.

No vídeo, o pároco nogueirense chega a chamar Bolsonaro de bandido e diz que os eleitores dele deveriam se confessar.
Na nota, divulgada nesta segunda-feira (6), o bispo Dom José Roberto Fortes Palau disse que o padre se excedeu em suas palavras.
“Uma parte da homilia ganhou repercussão midiática pelo uso de palavras inadequadas em sua referência ao Exmo. Sr. Presidente da República. Pe. Edson Adélio Tagliaferro reconhece que se excedeu em suas palavras e pede desculpas ao Exmo. Sr. Presidente da República e a todos que se sentiram de algum modo atingidos”.

O texto ainda diz que a opinião pessoal do padre não representa a Diocese. “Cabe esclarecer ainda que qualquer opinião pessoal e isolada oriunda de um membro do presbitério diocesano, com relação a fatos e personagens da política nacional, não representa a posição da Diocese de Limeira, que só se manifesta oficialmente na pessoa do seu Bispo Diocesano”.

A nota finaliza reiterando o posicionamento da Igreja perante a política. “A Igreja não se identifica com nenhuma ideologia ou partido político”.
Leia a nota na íntegra:
……………………………………..
Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Footer

Tecnologia do Blogger.