Padre se revolta ao achar oferenda na porta da igreja: "ousadia" - Front catolico

Padre se revolta ao achar oferenda na porta da igreja: "ousadia"



Pontualmente às 7h15, desde que começaram as restrições impostas pela pandemia, o padre Paulo do Nascimento Souza, fez a live do dia de orações e conversa com fieis de Aquidauana, a 121 quilômetros de Campo Grande.
Logo que encerrou, recebeu ligação pedindo que fosse até a frente da igreja. Se deparou com uma oferenda feito com taças de cristais, velas e garrafa de vinho.
Indignado, Padre Paulo fez a segunda live do dia. “Fazer despacho na porta da igreja é coisa de gente que não tem o que fazer, a gente respeita o sincretismo religioso, mas todas as pessoas têm que ter respeito”, disse no vídeo publicado em frente da paróquia Imaculada Conceição e já teve mais de 7,8 mil visualizações e recebeu cerca de 290 comentários.

Em frente da porta, foram posicionados duas taças de cristal, uma vazia e outra cheia de vinho. No meio, a garrafa da bebida com vela vermelha queimada no gargalo. Outras velas foram posicionadas no entorno. Dentro de um dos copos, a foto de um casal.

Em consulta a sites especializados, "despacho", atualmente, é pouco usual. Os umbandistas costumam usar o termo oferenda. A prática é uma maneira de entrar em contato com os orixás e com os guias para pedir algo, agradecer ou manter conexão com o mundo espiritual. O exemplo mais famoso disso são as entregas no mar a Iemanjá

O padre acredita que o trabalho tenha sido feito para salvar a relação do casal. “Eu tenho grande respeito por todas as religiões, todo mundo tem opção, ninguém tira de ninguém, mas minha indignação é essa, da ousadia, bem na porta central da igreja”. 
A igreja tem 128 anos de fundação e em 2016 foi consagrada no Ano da Misericórdia. A porta ganhou status de Porta da Misericórida (ou Porta Santa), em que a passagem representa o recebimento de graça especial, a indulgência plena, fator a mais que causou a indignação do padre.

Desrespeito - No vídeo, ele diz que além de ser falta do que fazer, a ação é de alguém que não acredita em Deus. Diz que caso haja problema no casamento, a pessoa deve procurar orientação e se o despacho for para o mal, iria rezar pelo casal e pedir “que Deus toque o coração” de quem fez o trabalho.
Há um ano e seis meses em Aquidauana, o padre disse que nunca tinha encontrado nada semelhante em frente da igreja, mas já viu outros na esquina da igreja. “Que também não é o usual, porque não é uma encruzilhada”.
Depois da divulgação da live, o padre recebeu áudio de mãe de santo que criticou o ocorrido, disse que deve ser trabalho de amador, o que prejudica a religião e pediu para que a pessoa responsável assumisse o que fez.

O vídeo não mostra, mas o padre diz que retirou tudo da frente da igreja. “Eu estou protegido por Deus”. A garrafa de vinho e as velas foram para o lixo, a foto do casal está aos pés da imagem de Jesus, mas as taças agora são do padre. “Eu tirei e limpei, agora tenho duas taças de cristal na minha estante



0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Footer

Tecnologia do Blogger.