VEREADOR OFENDE CATÓLICOS EM DISCUSSÃO NA CÂMARA: 'BANDO DE RATOS' - Front catolico

VEREADOR OFENDE CATÓLICOS EM DISCUSSÃO NA CÂMARA: 'BANDO DE RATOS'




Parlamentar de Itápolis (SP) diz que se referiu a um grupo em particular, e não a todos os católicos. Ele pediu desculpas por ter se exaltado 'no calor do momento'.

Um vídeo que circula na internet mostra uma discussão envolvendo dois vereadores de Itápolis (SP), na sessão da Câmara da última sexta-feira (19). A vereadora Miriana Amato (PR) usava a tribuna para falar de um projeto de emenda e citou o vereador Ricardo Negrão (PTB), discordando do que ele havia falado logo antes na tribuna.


Foi quando o vereador se descontrolou, disse para a vereadora não dirigir a palavra a ele e chegou a ofender fiéis da Igreja Católica. (Veja no vídeo no fim do artigo)

A confusão começou por conta de um projeto de refinanciamento apresentado pelo Executivo. O projeto concedia descontos para pessoas físicas e jurídicas que devem impostos para a prefeitura. Dessa forma, a empresa de aviação de propriedade do prefeito seria beneficiada, já que deve IPTU para o município.



Para impedir que isso acontecesse, a vereadora propôs uma emenda para excluir do Refis as empresas que já estão em fase de execução fiscal, como é o caso da empresa do prefeito. O vereador Ricardo Negrão votou a favor, mas, ao usar a tribuna, disse que o projeto teria sido apresentado para atingir o prefeito e a empresa dele.

A vereadora então disse que o vereador estava sendo contraditório, já que votou a favor e, depois, falou mal do projeto. Nesse momento, o vereador se exaltou. Ele interrompe a vereadora e pede para ela não dirigir a palavra a ele:

"Vereadora não dirija a palavra a mim porque eu não me dirigi à senhora. A senhora fale lá na sua igreja para os seus católicos, aquele bando de ratos, e dirija a palavra a eles. A senhora não tem moral para falar comigo. A senhora cale a boca", diz o parlamentar.

Por telefone, o vereador Ricardo Negrão disse que não tem nenhum problema com os católicos, visto que também é católico. Ele alegou que teve um desentendimento com o grupo da igreja dessa vereadora e que estava se referindo a esse grupo, e não aos católicos em geral. O vereador pediu desculpas por ter usado um termo inadequado, mas disse que acabou se "exaltando no calor do momento".


Já a vereadora Miriana Amaro afirmou, também por telefone, que, nesse momento, não pretende tomar nenhuma atitude contra o vereador, já que acredita que a própria população vai protocolar algo nesse sentido.


0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Footer

Tecnologia do Blogger.