URGENTE: Católicos estão sendo presos na Índia,acusados de converterem pessoas - Front catolico

URGENTE: Católicos estão sendo presos na Índia,acusados de converterem pessoas


Líderes da Igreja Católica na Índia, estão sendo presos pela acusação de que eles estariam convertendo o povo local à força. Só esse mês dois líderes importantes da Igreja Católica indiana foram condenados.  O cardeal papal e arcebispo major do rito siro-Malabar da Igreja Católica, o papa George Alencherry, declarou inúmeras queixas pedindo apelo por sua libertação.
O papa George Alencherry se encontra detido na prisão de Jharkhand, onde pediu inúmeras vezes para que o libertassem, contudo, nada foi feito.
De acordo com a constituição da Índia, a prisão dos líderes é válida e aprovada pelo governo local, à lei que respalda a prisão é conhecida como “Lei da Liberdade Religiosa”. O Cardeal afirma que a prisão foi impulsionada por ativistas e radicais hindus, os quais tem se colocado contra a Igreja Católica na região.
Não é de se espantar, que, em regiões com religiões fortemente presentes no cotidiano do povo localhaja ativistas contra as novas.
No sábado dia 6, a policia local condenou os sacerdotes Arun Vincent e Benoy John e o catequista Munna Hansdada missão de Rajdaha, os quais foram acusados de “conversões forçadas” e “ocupação ilegal de terras”.
Posteriormente o padre Vincent foi liberto de seu cárcere, no entanto, o padre Thomas comentou o caso, afirmando que ainda há muitos presos, as condenações foram “abusos contra padres e cristãos e casos de intimidação, politicamente motivados, para obscurecer o trabalho de missionários com os pobres, marginalizados e sofredores”disse o padre.
Augustine Hembromum morador local que frequenta a igreja católica local disse que “É sabido que nós, católicos, acreditamos na liberdade de consciência e nunca forçaríamos alguém a mudar de fé. As autoridades governamentais estão cientes disso. Portanto, as prisões são certamente instrumentais e pretendem atingir os cristãos”.
“O fato mais preocupante é a tentativa de dividir as pessoas de acordo com a religião. Somos todos cidadãos indianos. Essa política de divisão deve ser derrotada para que a paz e a unidade sejam mantidas e a democracia e o desenvolvimento fortalecidos, disse John Dayal, o integrante do grupo local de direitos humanos.
“Há um estado patrocinado pelo governo federal, que age contra minorias religiosas, por um lado, afetam os muçulmanos e, por outro, clérigos cristãos e instituições educacionais” terminou ele
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Footer

Tecnologia do Blogger.