Covardia:Padre é agredido após bater o carro - Front catolico

Covardia:Padre é agredido após bater o carro


O padre teria batido na traseira de uma motocicleta parada, próximo a rodovia Anhanguera, e acabou sendo agredido pelo outro motorista




Carro do padre teria sido quebrado pelo motociclista 

Um padre de 48 anos se envolveu em um acidente seguido de briga de trânsito, na madrugada deste domingo (8), e acabou detido pela Polícia Militar por estar supostamente embriagado. O caso ocorreu na rodovia Anhanguera (SP-330), próximo ao Quintino Facci I, em Ribeirão Preto.  



De acordo com informações de um Termo Circunstanciado, registrado pela Polícia Civil, o pároco não teria respeitado um sinal de "pare" e bateu na traseira de uma motocicleta estacionada, ocupada por duas pessoas.  

O veículo, inclusive, teria ficado preso no para-choque do carro, modelo VW/Fox.  

Por esse motivo, o motociclista alegou às autoridades que tentou questionar a outra parte e percebeu o modo desconexo com que ela falava, repetindo: "vou pagar a moto e vamos trabalhar".  

Consta no documento, ainda, que o jovem chegou a agredir o padre com um capacete e quebrou alguns vidros do automóvel. Ferimentos no braço esquerdo dele, semelhantes ao de cortes com vidro, foram constatados.  

Em contrapartida, o padre contou à PM que foi perseguido pelo motociclista e outras pessoas que estavam no entorno. Por isso, teria tentado fugir, sem sucesso. Uma corrente de ouro também teria sido roubada durante a confusão.  

Autuação  

Às 2h51, os policiais teriam chegado ao local do acidente e submetido o pároco ao teste do bafômetro, com resultado positivo.  

Os motoristas foram encaminhados à CPJ (Central de Polícia Judiciária) da rua Duque de Caxias, onde a ocorrência foi apresentada, e inclusos no TC por lesão corporal.  

Agora, o caso será investigado pela Polícia Civil.   

Não há mais informações sobre a autuação em flagrante por embriaguez ao volante a qual o padre teria sido acusado.  

Outro lado  
 
Na manhã desta segunda-feira ((9), ACidade ON tentou entrar em contato com o padre e na paróquia onde ele atua, mas não obteve retorno.
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Footer

Tecnologia do Blogger.