Novo filme de Edir Macedo tera cena de chute em imagem de Nossa Senhora - Front catolico

Novo filme de Edir Macedo tera cena de chute em imagem de Nossa Senhora




Foi lançado o trailer do filme “Nada a Perder 2”, que conta a segunda parte da biografia do bispo Edir Macedo, fundador da Igreja Universal do Reino de Deus.
O filme mostrará algumas situações polêmicas que atingiram a denominação, a principal delas foi o dia que o então bispo Sérgio Von Helder chuta uma imagem de Nossa Senhora Aparecida no programa de TV da igreja.

A notícia sobre aquele episódio, ocorrido em 1994, colocou a Universal entre as instituições mais odiadas do Brasil, intensificando a perseguição contra seus pastores e fiéis.
Outro episódio polêmico retratado no filme é a queda da Igreja Universal em Osasco (SP), no ano de 1998, um templo para 1.500 pessoas que desabou durante uma vigília deixando 26 mortos.
Estrelado por Petrônio Gontijo, o filme chegará aos cinemas brasileiros no dia 15 de agosto.


RELEMBRE O CASO DO CHUTE NA SANTA


Na madrugada de 12 de outubro de 1995, o pastor Sergio von Helder, da Igreja Universal do Reino de Deus, apresentava o programa “Palavra de Vida” na Record.
No palco, ao seu lado, ele tinha uma gramde imagem de Nossa Senhora que comprara por R$ 500.
Assim como Agenor Duque, a pregação de von Helder também instava os telespectadores a não crer em imagens ou em santos.
Numa tentativa canhestra de mostrar que as imagens não tinham nem sequer o poder de se defender (assim como Duque fez ao jogar a garrafa de Coca-Cola ao chão), Von Helder deu repetidos chutes na Santa.
Um jornalista do extinto jornal “Folha da Tarde” (Grupo Folha) assistiu a tudo e informou a seus chefes na manhã seguinte.
Repórteres do jornal passaram parte do dia procurando alguma empresa que tivesse gravado a programação da Record durante a madrugada (lembrem-se, era 95, não existia internet no Brasil ainda). Este colunista fez parte dessa equipe de apuração.
Por volta das 17h, com a fita em mãos, foi feita uma longa reportagem, que se tornou a manchete do jornal. A reportagem ganhou ainda mais repercussão porque foi reproduzida pelo “Jornal Nacional” naquela noite.
Houve revolta em todo o país. Inclusive dentro da Universal, que nunca registrou perda tão grande de fiéis desde sua fundação. A Universal acabou se desculpando. Em suas autobiografias, o bispo Edir Macedo  admite que esse foi o maior erro que sua igreja (um de seus pregadores) já cometeu.
Sergio Von Helder caiu um desgraça, mas permaneceu na instituição de Macedo. Nas semanas seguintes, ameaçado de morte, deixou o Brasil, mas continuou recebendo apoio financeiro da Universal.
Ficou “escondido” por vários anos em  países, como EUA, México e Colômbia.
Diferentemente do que propagam boatos atuais em redes sociais, ele jamais se arrependeu do que fez e muito menos se converteu ao catolicismo. Tampouco teve câncer ou outra doença degenerativa e implorou por piedade a Nossa Senhora.
São lendas inverídicas propagadas sem nenhuma base real.
Segundo esta coluna apurou, Von Helder passou os últimos anos pregando em uma pequena igreja evangélica em uma pequena comunidade no interior do Equador. Apesar de visitar o Brasil com frequência, ele tenta se manter incógnito e diz ainda temer por sua vida.
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Footer

Tecnologia do Blogger.