Paramédica sofre infarto e perde movimentos após estalar o pescoço: ‘Uma chance em 1 milhão’ - Front catolico

Paramédica sofre infarto e perde movimentos após estalar o pescoço: ‘Uma chance em 1 milhão’




A paramédica Natalie Kunick, de 23 anos ganhou os holofotes da imprensa, nos últimos dias, por conta de um caso inusitado. A jovem assistia a um filme com um amigo quando decidiu estalar o próprio pescoço. Ela ouviu um barulho um tanto assustador, mas o que não imaginava é que a ação teria como resultado um infarto e a perda de alguns movimentos do corpo.


O caso ocorreu em março deste ano, mas foi revelado apenas agora por Natalie. “As pessoas precisam saber que, mesmo se você é jovem, algo tão simples pode causar um acidente vascular cerebral”, contou a jovem em entrevista ao Daily Mail.
Apesar do alto barulho do estalo, ela e o amigo preferiram ignorar e continuar assistindo TV. Após 15 minutos, a paramédica decidiu sair do sofá e ir ao banheiro. No entanto, acabou caindo no chão. Natalie ainda confessa que hesitou em pedir ajuda médica antes por acreditar que estivesse embriagada.
Kennedy News and Media/Reprodução
“Meu amigo me perguntou: ‘isso foi seu pescoço?’. Mas como todas as minhas articulações estalam um pouco, eu não achei nada demais. Eu apenas ri. Depois resolvi me levantar e ir ao banheiro, mas fiquei meio bamba. Olhei para baixo e percebi que não estava mexendo minha perna esquerda, então caí no chão”.


Dentro da ambulância, a caminho para o hospital, os médicos começaram uma série de exames e foi constatado que Natalie tinha sofrido um infarto. “Os especialistas me disseram, depois que cheguei ao hospital, que, ao estalar o pescoço, minha artéria vertebral se rompeu. Há uma chance em 1 milhão disso acontecer”, explicou a jovem.
Após o ocorrido, a moça segue em recuperação. A paciente ficou com alguns movimentos comprometidos após o estalo de pescoço, mas, segundo ela, os médicos esperam por uma recuperação completa. Apesar das boas expectativas, ainda não há um prazo para que volte ao normal.

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Footer

Tecnologia do Blogger.