Acostumado a zombar dos cristãos,Fábio Porchat diz que humor “não pode mais diminuir e humilhar as pessoas”





Co-fundador do Porta Dos Fundos, Fábio Porchat concedeu entrevista à revista “Quem”, onde falou sobre o que considera os limites do humor.
“Você pode fazer todo tipo de piada, vai do bom senso… Você não pode incitar o ódio, a violência, inventar uma coisa sobre outra pessoa. Esses são os ‘limites’ e ainda estamos aprendendo a lidar com eles”, justifica.


Estranhamente, o Porta dos Fundos já foi inclusive processado por causa de vídeos que vilipendiam a fé cristã. Ao longo dos sete anos de existência do canal de Youtube, muitas piadas feitas pelo grupo retratam de forma ofensiva Jesus, Deus e os símbolos cristãos.
Enumerando temas que não considera mais serem engraçados à revista, recriminou quem faz piada “politicamente incorretas”, zombando de gordos, gays e de “loira burra”, por exemplo. “Você não pode mais diminuir e humilhar as pessoas”, defende.


Ao mesmo tempo, ele diz que não impõe limites em outros assuntos. “Eu faço piada com tudo, com religião, com política… Eu me posiciono, eu falo o que quero, o que eu acho, eu faço piada com todos os assuntos. Não só no Porta dos Fundos, mas na minha vida pessoal também, nas redes sociais”, avalia.

Postagens mais visitadas deste blog

Saiba o que são pecados mortais e quais são os mais comuns

O Evangélico que desafiou Nossa Senhora:“Se Maria provar que ela existe, eu me converto ao catolicismo”

Bolsonaro quer obrigar presos a trabalhar, para pagarem as despesas da prisão