Igreja proclamará santo o Cardeal John Henry Newman - Front catolico

Igreja proclamará santo o Cardeal John Henry Newman





O Papa Francisco autorizou a promulgação do decreto do milagre atribuído ao Beato Cardeal John Henry Newman, último passo para sua cerimônia de canonização.
Segundo a Sala de Imprensa da Santa Sé, o Papa Francisco assinou neste dia 12 de fevereiro 8 decretos depois de receber o Prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, Cardeal Angelo Becciu.
No total, foram promulgados oito decretos pelos quais se reconhecem os milagres de dois novos santos, o martírio de um Servo de Deus que será proclamado beato e as virtudes heroicas de cinco servos de Deus.
O Cardeal Newman é uma figura essencial da história recente do catolicismo e, especialmente, do catolicismo na Inglaterra.


O milagre que permitirá a sua canonização é a cura de uma mulher grávida norte-americana que rezou pedindo a intercessão do Cardeal depois de ser diagnosticada com uma doença grave. Os médicos ainda não conseguem explicar como a mulher, da Arquidiocese de Chicago, pôde se recuperar.
John Henry Newman nasceu em Londres em 21 de fevereiro de 1801. Seu pai era banqueiro e sua mãe pertencia a uma família de fabricantes de papel.


Em 1816, o banco de seu pai faliu por causa das guerras napoleônicas e o jovem Newman contraiu uma doença grave, que mais tarde qualificou como providencial. Algum tempo depois, assumiu uma posição religiosa protestante e chegou a dizer que o papa era o anticristo.
Em 1824, foi ordenado sacerdote da Igreja Anglicana, onde serviu durante anos como pároco de St. Clement, em Oxford.
No final de 1827, sofreu uma espécie de colapso nervoso, causado por excesso de trabalho e problemas econômicos da família, ao que se somou a morte súbita de sua irmã mais nova. Pouco tempo depois, nas férias de 1828, começou a ler as obras dos Padres da Igreja.
Entrou no Movimento de Oxford, que tentava mostrar que a Igreja Anglicana descendia dos apóstolos. Isso fez com que ele refletisse sobre a Igreja Católica e assumisse uma posição mais próxima à comunhão com Roma.


Em 1842, retirou-se para a cidade de Littlemore, onde viveu como um monge austero com um pequeno grupo de seguidores.
Em 1843, retratou-se formalmente de suas declarações contra a Igreja Católica. Em setembro do mesmo ano, pregou seu último sermão como anglicano. Dois anos depois, em 1845, converteu-se ao catolicismo. Foi ordenado sacerdote da Igreja Católica em 1º de junho de 1847, em Roma.
Fundou o Oratório de São Felipe Neri e foi criado cardeal em 15 de maio de 1879, embora ainda não fosse Bispo.
Morreu em 11 de agosto de 1880. Bento XVI o beatificou em 19 de setembro de 2010.
Outros decretos aprovados pelo Papa
Além Cardeal Newman, a Igreja também vai canonizar a Beata Maria Teresa Chiramel Mankidiyan, fundadora da Congregação das Irmãs da Sagrada Família, nascida em Puthenchira (Índia), em 26 de abril 1876, e falecida em Kuzhikkattussery (Índia), em 8 de junho de 1926.
O Papa também aprovou o decreto que reconhece o martírio do Servo de Deus Salvatore Vittorio Emilio Moscoso Cárdenas, sacerdote da Companhia de Jesus, nascido em Cuenca (Equador), em 21 de abril de 1846, e morto, por ódio à fé, em Riobamba (Equador), em 4 de maio de 1897.


 Além disso, o Pontífice aprovou os decretos pelos quais reconhece as virtudes heroicas dos seguintes Servos de Deus:
- Giuseppe Mindszenty, Cardeal da Santa Igreja Romana, Arcebispo de Esztergom e Primaz da Hungria; nascido em Csehimindszent (Hungria), em 29 de março de 1892, e falecido em Viena (Áustria), em 6 de maio de 1975;
- Giovanni Battista Zuaboni, sacerdote diocesano, fundador do Instituto Secular da Sagrada Família; nascido em Vestone (Itália), em 24 de janeiro de 1880, e falecido em Brescia (Itália), em 12 de dezembro de 1939;


- Manuel García Nieto, Sacerdote da Companhia de Jesus; nascido em Macotera (Espanha), em 5 de abril de 1894, e falecido em Comillas (Espanha), em 13 de abril de 1974;
- Serafina Formai, fundadora da Congregação das Irmãs Missionárias da Feliz Mensagem; nascida em Casola Lunigiana (Itália), em 28 de agosto de 1876, e falecida em Pontremoli (Itália), em 1º de junho de 1954;
- Maria Berenice Duque Hencker, fundadora da Congregação das Irmãs da Anunciação; nasceu em Salamina (Colômbia), em 14 de agosto de 1898, e morreu em Medellín (Colômbia), em 25 de julho de 1993.
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Footer

Tecnologia do Blogger.