Evangélicos "massacram" cantor gospel que disse que católicos não são idólatras




O assunto tem gerado uma revolução nas redes sociais, onde muitos evangélicos dizem querer crucificá-lo.

Grupos evangélicos em toda a América Latina têm protestado contra Jesus Adrian Romero, após sua declaração em um sermão pregado em sua congregação. Ele disse que os católicos não adoram ídolos e justificou ícones religiosos e estátuas em igrejas católicas, alegando que a Bíblia não proíbe que estas imagens sejam feitas.



Cantor mexicano que tem sido repetidamente acusado de ser pró-ecumênico católico tem gerado uma revolução nas redes sociais, a tal ponto que muitos evangélicos querem crucificá-lo.
Em um vídeo intitulado “Ídolos que quebram nossos corações”, um sermão de cerca de 45 minutos sobre o tema da idolatria, Jesus Adrian começa sua apresentação dizendo que “Embora tradicionalmente existam mercados católicos e evangélicos de idólatra, ele diz que tanto a teologia católica como a evangélica proíbem a idolatria “.
Durante todo o sermão, o cantor de “Meu Universo” e “Não gosta de mim” fez uma defesa apologética da tradição católica de culto imagens.


Postagens mais visitadas deste blog

Saiba o que são pecados mortais e quais são os mais comuns

O Evangélico que desafiou Nossa Senhora:“Se Maria provar que ela existe, eu me converto ao catolicismo”

LUTO:Aos 58 anos morre no Rio de janeiro o ator Eduardo Galvão