Padre diz que bandeira LGBT foi criada por Satanás: “representa o caos e a maldade”





O religioso se defende e diz que quer que "todos vivam em paz, independente de idade, ascendência, cultura, orientação sexual e religião"
Foto: Reprodução / Pheeno
Jerome Lavigne, um padre católico da cidade de Calgary, no Canadá, vem sendo duramente criticado nas redes sociais após uma declaraçã considerada homofóbica pelos ativistas gays,Segundo ele, que atua na diocese de Calgary, a bandeira do movimento LGBT foi feita pelo diabo.


De acordo com o padre, a bandeira – criada por Gilbert Baker em 1978 – representa o caos, o fim da ordem natural das coisas e a maldade. "A bandeira do arco-íris é um sacrilégio de proporções insondáveis. Isso é nada menos que cuspir e rir na face de Deus", disse Jerome em um de seus discursos.
O religioso ainda lamentou e disse achar um absurdo que um padre não possa mais sair por aí usando assessórios com as cores do arco-íris, já que as pessoas possam confundir com um homossexual.


Após inúmeros ataques, o padre veio a público dizer que "defende que todos vivam em paz, segurança e respeito pela dignidade do outro independente de idade, ascendência, cultura, orientação sexual e religião".

Postagens mais visitadas deste blog

Saiba o que são pecados mortais e quais são os mais comuns

O Evangélico que desafiou Nossa Senhora:“Se Maria provar que ela existe, eu me converto ao catolicismo”

LUTO:Aos 58 anos morre no Rio de janeiro o ator Eduardo Galvão