Grupo terrorista ameaça Bispo catolico, Bolsonaro e Damares Alves - Front catolico

Grupo terrorista ameaça Bispo catolico, Bolsonaro e Damares Alves





O grupo terrorista que se identifica como Individualistas Tendendo ao Selvagem (ITS), voltou a fazer ameaças ao presidente Jair Bolsonaro. Em uma nova publicação nas redes sociais, neste sábado (29/12), afirmam que, além do presidente eleito, visam também a futura ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, e o presidente da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), cardeal Dom Sérgio da Rocha.
Assim que essa informação foi divulgada pela imprensa, diferentes grupos de pastores e lideranças evangélicas iniciaram correntes de oração pela vida de Bolsonaro, de Damares, que também é pastora evangélica, e de Dom Sérgio


Ameaça de novo atentado
Desde a tentativa frustrada de ataque à bomba contra a igreja Santuário Menino Jesus de Brazlândia, Distrito Federal – impedida pelo Batalhão de Operações Especiais (Bope), na madrugada do Natal (25) – o ITS vem sendo monitorado pelas autoridades.

Porém, conseguiram ocultar suas identidades através de técnicas elaboradas. Os autores das ameaças estão sendo procurados pela polícia do DF e policiais federais. conforme suas próprias publicações, eles possuem armas, explosivos, e fazem parte de uma rede de extremistas com presença em outros países.
Utilizando também o nome de Sociedade Secreta Silvestre, eles afirmam ser ecoterroristas e desprezarem Bolsonaro e seus aliados. O site Metrópoles, que divulgou em primeira mão as ameaças, foi procurado por um do integrantes do grupo, que afirmou:

“Nosso alvo não é apenas Jair Bolsonaro. Por mais que tenhamos um ódio particular a este estúpido devido às suas posições em relação ao meio ambiente, nosso objetivo é muito maior do que ele… são seus filiados, apoiadores e simpatizantes partem de uma perspectiva antipolítica e de vingança por suas posições em relação à natureza selvagem. Pode ser ele ou pode ser qualquer um que esteja lá, o que for mais oportuno para nós. Talvez ataquemos, talvez concentraremos as nossas forças em outro grande ataque próximo”.

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Footer

Tecnologia do Blogger.