Em defesa da amamentação,presépio apresenta Maria com o seio à mostra no Largo da Glória - Front catolico

Em defesa da amamentação,presépio apresenta Maria com o seio à mostra no Largo da Glória





 

A intenção do autor da obra, o padre Wanderson José Guedes, é chamar a atenção sobre o preconceito contra as mulheres que amamentam em público

Com um dos seios à mostra, Maria — a mãe de Jesus — vai aparecer no presépio, em tamanho natural, montado no Largo da Glória, na Zona Sul do Rio, em frente à saída da estação do metrô. A peça, confeccionada pelo padre Wanderson José Guedes, só será exibida à meia-noite do dia 24, em substituição à imagem de Maria grávida sobre o burrinho, que integra a representação inaugurada no último dia 9 pelo arcebispo Dom Orani Tempesta.


A ousadia é um alerta sobre os constrangimentos sofridos por mães ao amamentar em locais públicos. A Paróquia do Sagrado Coração de Jesus, responsável pela obra, sabe que pode enfrentar críticas. No ano passado, o presépio, que abordava a corrupção, foi depredado.
— O que me motivou foi a preocupação de parte das mães que não amamentam seus filhos por questões estéticas. E o crescente moralismo de alguns tradicionalistas que acham que amamentar em lugar público é uma indecência — explica o pároco Wanderson José Guedes.
Preocupam o religioso reportagens e posts que relatam confusões envolvendo mães durante a amamentação. Em julho, guardas municipais acusaram uma mulher de “atentado violento ao pudor” por amamentar seu filho em um terminal rodoviário, em Santo André, na Grande São Paulo.
— Algumas mães sentem, por parte dos outros, um certo tabu em amamentar publicamente seus filhos — lamenta.
A consultora em amamentação Clarissa Oliveira diz acreditar que o preconceito contra a amamentação na rua esteja se tornando mais corriqueiro, especialmente conforme a criança cresce:
— Apesar dos esforços de valorizar a amamentação, parece que cada vez mais as mulheres se sentem pressionadas, seja por ofensas diretas ou só por olhares indiscretos e comentários para não exporem os seios, cobrindo com paninhos ou se escondendo para amamentar. Os relatos de constrangimento são quase diários nos grupos de promoção do aleitamento materno.


A mensagem sobre a amamentação, porém, só ficará evidente na virada do Natal. Como reza a tradição, o menino Jesus deve ser colocado, ao lado da mãe, na manjedoura.
— O tema deste ano só será explícito na segunda-feira, dia 24, quando as pessoas virem a imagem de Maria amamentando — diz Wanderson.
‘Realidade temporal’ 
O pároco afirma temer que grupos mais radicais possam tentar destruir o presépio, como aconteceu no ano passado.
— Espero críticas por ser uma imagem polêmica e por uma certa onda conservadora que se abateu com força dentro da Igreja. Muitos padres e movimentos leigos querem uma Igreja segundo o Concílio de Trento. Uma Igreja principesca, com muito moralismo e preconceitos. Acredito que essa ala mais tradicional irá bradar e me chamar de herético e tantos outros adjetivos do gênero. Com certeza me condenarão ao inferno — observa o religioso, com bom humor.


A escultura de Maria com o seio esquerdo à mostra está guardada no ateliê do padre Wanderson, em um sobrado na área do Santuário. Na representação criada pelo religioso, Maria está sentada com o menino no colo.
— A função do presépio não só é um meio de evangelizar pela arte, mas também de contextualizar o nascimento de Jesus nos dias atuais. Jesus vem salvar o ser humano dentro de sua realidade cultural e temporal —

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Footer

Tecnologia do Blogger.