Pais atacam bispo que disse as crianças que papai Noel na verdade é um santo catolico - Front catolico

Pais atacam bispo que disse as crianças que papai Noel na verdade é um santo catolico








A visita pastoral de um bispo a um colégio católico nos Estados Unidos se converteu no centro da notícia depois que vários pais ficaram furiosos com o prelado porque disse aos alunos que o Papai Noel não existe, mas é um personagem que surgiu de São Nicolau.


O evento ocorreu na terça-feira, 30 de outubro, durante a visita de Dom Edward Braxton, Bispo de Belleville (Estados Unidos), ao colégio católico Nossa Senhora da Paz. Nesse dia, o Prelado se encontrou com as crianças do quinto e sexto ano.
Segundo a mídia local, o que aconteceu depois foi que nas redes sociais os pais começaram a reclamar porque os seus filhos chegaram em casa "com lágrimas nos olhos".
“Eles desceram do carro (com os irmãos mais novos) e disseram: ‘o Bispo disse que o Papai Noel não existe’”, indicou Boyd Ahlers segundo ‘Belleville News-Democrat’. Este pai de família, com filhos no quinto e sexto ano, perguntou: "O que podemos fazer com as crianças de cinco, seis e sete anos? Todas as crianças estão falando sobre isso".


Outro pai com um filho no sexto ano e uma filha na educação infantil disse que a família ficou "magoada" pelo que o bispo falou e que estavam tentando proteger a menina destes comentários.


“Quando descobri isso, quando a minha mãe os pegou na escola, liguei para alertá-la", disse Ray Schott. “A minha preocupação não é apenas por este colégio, mas por toda a diocese. (Dom Braxton) precisa aprender como se deve falar com as crianças; o que disse é inaceitável. Deve nos pedir desculpas”, acrescentou.
Um mal entendido
Devido ao tumulto ocorrido, o superintendente das escolas da Diocese de Belleville, Jonathan Birdsong, publicou um comunicado no qual explicou que tudo isso foi um grande "mal entendido", com expressões de discórdia e inclusive raiva que não tem nada a ver "com que o bispo realmente disse".
Em seu pronunciado na última quinta-feira, Birdsong disse que acompanhou Dom Braxton nesta visita pastoral e, como em outras ocasiões, viu com apreço "como interage com os alunos de diferentes idades" e responde pacientemente as suas perguntas.


Assinalou que, no caso da visita à escola de Nossa Senhora da Paz, houve um diálogo sobre a Véspera de Todos os Santos (All Hallow’s Eve), o Dia de Todos os Santos e a Festa dos Fiéis Defuntos.
"O Prelado ficou satisfeito ao ver que alguns alunos sabiam que a palavra Halloween era originalmente ‘All Hallow’s Eve’, o dia anterior de Todos os Santos, e no passado muitas crianças católicas se vestiam como santos e não como fantasmas, duendes e bruxas nesta noite", indicou.
Em um comentário, o Prelado "perguntou aos alunos se sabiam quem era São Nicolau e que seu nome foi mudado na cultura popular. Várias crianças disseram que o seu nome havia mudado para Papai Noel. Em seguida, o Bispo explicou que São Nicolau era um bispo católico de Myra na Ásia Menor, que segundo a tradição, amava as crianças e lhes dava presentes, especialmente às mais pobres".


"Ele apenas disse que ‘All Hallow’s Eve’ foi gradualmente mudado para Halloween, assim também a história das boas obras de São Nicolau foi mudada na história do Papai Noel".
"O bispo não comentou isso com as crianças pequenas. Ele conversou com as do quinto e sexto ano, que realmente conheciam a verdadeira história de São Nicolau", indicou Birdsong.
O superintendente assinalou que estava presente na turma e disse: "Sei exatamente o que o Prelado disse e o contexto no qual disse isto". Por isso, ficou surpreendido ao saber que algumas pessoas indevidamente "pensavam que o Bispo estava andando pela escola dizendo às crianças que o Papai Noel não existe. Isso simplesmente não é verdade".
"Dom Braxton me explicou que quando fala com as crianças sobre o verdadeiro significado do Natal para um católico, sempre se centra no nascimento de Jesus Cristo e na necessidade de Ele nascer a cada novo dia nos corações de todas as pessoas", concluiu.

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Footer

Tecnologia do Blogger.