Cinco milhões de fiéis rezaram juntas diante do coração do Padre Pio - Front catolico

Cinco milhões de fiéis rezaram juntas diante do coração do Padre Pio




Filipinas - Manila (Quinta-feira, 01-11-2018, Gaudium Press) Durante os dias 06 a 26 de outubro, a relíquia do coração incorrupto de São Pio de Pietrelcina percorreu as Filipinas. A peregrinação reuniu cerca de cinco milhões de devotos, uma multidão sem precedentes na história da Igreja local.


Cinco milhões de fiéis rezaram diante do coração do Padre Pio nas Filipinas 1.jpg

A visita ocorreu por ocasião do centenário da aparição dos estigmas no corpo do Santo e pelos 50 anos de seu falecimento. Filipinas foi o único país da região a ser visitado pela relíquia, que já percorreu os Estados Unidos, o Paraguai e a Argentina.


Segundo Frei Carlo Maria Laborde, o Padre custódio do convento de San Giovanni Rotondo, a peregrinação da relíquia pelo país foi uma experiência de Fé extraordinária. "O coração do Padre Pio visitou vários países do mundo, atraindo a numerosos fiéis mas a visita às Filipinas não tem precedentes. Nosso coração se comoveu ao ver uma multidão tão imensa por todos os lados", afirmou.
Cinco milhões de fiéis rezaram diante do coração do Padre Pio nas Filipinas 2.jpg

A visita se tornou possível graças a iniciativa da Arquidiocese de Lipa e da Comissão Episcopal para o Clero da Conferência de Bispos Católicos das Filipinas (CBCP). Atualmente Filipinas é o país asiático com maior número de católicos (cerca de 83% da população).


Durante as três semanas de peregrinação, a relíquia percorreu todo o país, detendo-se em Santo Tomás e nas cidades de Manila, Cebú, Davao e Lipa, onde uma multidão de devotos aguardava a sua chegada. Para venerar a relíquia, muitas vezes os fiéis tinham que ficar até cinco horas em uma fila.
Cinco milhões de fiéis rezaram diante do coração do Padre Pio nas Filipinas 3.jpg

A relíquia retornou à Itália no dia 26 de outubro, após uma Missa Solene presidida pelo Cardeal Orlando Beltran Quevedo, Arcebispo de Cotabato. Em sua homilia, o purpurado ressaltou que todos são chamados a serem 'discípulos cristãos', e que um dos maiores erros é dizer-se cristão e não colocar em prática aquilo na qual se acredita.
"Nós cristãos não somos chamados somente a admirar aos grandes Santos, como o Padre Pio, mas sobretudo a imitar suas virtudes de humildade e caridade. A devoção ao frade capuchinho deve expressar-se não apenas com palavras, mas também com ações", exortou o Cardeal.


Cinco milhões de fiéis rezaram diante do coração do Padre Pio nas Filipinas 4.jpg

O Arcebispo de Cotabato ressaltou que não se podemos ser Santo com o simples desejo de sê-lo, mas é necessário colaborar com a graça de Deus e nos esforçarmos diariamente.

E concluiu sua homilia dizendo que a oração deve ser entendida como "a chave para chegar ao coração de Deus. Se não rezamos, não podemos ser Santos, não podemos estar unidos ao coração sofredor de Jesus". (EPC)

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Footer

Tecnologia do Blogger.