Igreja afasta padre após investigar seu Facebook







O padre norte-americano Keith Kozack diz  que foi afastado de suas funções dentro da igreja católica por determinação de seus superiores, após o mesmo dar um “like” em uma foto de um amigo gay que recentemente oficializou união homoafetiva.
Em entrevista ao canal WEWS-TV, o sacerdote se disse indignado com a decisão e afirmou: “Eu nem pensei quando fiz isso [curtiu a postagem] não foi nada intencional”.
De acordo com Kozak, ele foi chamado para uma reunião com seus supervisores da arquidiocese na semana passada, onde ele pensou que poderia estar recebendo uma promoção. É quando as coisas tomam um rumo inesperado.


Ainda de acordo com a reportagem, a igreja conseguiu encontrar uma outra publicação em que o padre parabeniza um casal gay de amigos pela união.

Kozak acredita que uma outra foto de 2017 dele comparecendo ao casamento de um outro amigo gay não ajudou em nada. .

Kozak ainda se considera gay e católico.



“Nunca imaginei que a igreja agiria desta forma comigo. Apesar de tudo, continuo acreditando em Deus”, concluiu.

Postagens mais visitadas deste blog

Saiba o que são pecados mortais e quais são os mais comuns

Morreu nessa quarta aos 54 anos de covid-19 padre da Paróquia São João Batista

LUTO:Faleceu na madrugada dessa quarta padre da paróquia Nossa Senhora,vítima de covid-19