Entidades da Teologia da Libertação soltam nota repudiando e atacando Pe Paulo Ricardo - Front catolico

Entidades da Teologia da Libertação soltam nota repudiando e atacando Pe Paulo Ricardo







Pe. Paulo Ricardo é contribuidor da página Paulo Ricardo.Crítico do marxismo sua influência dentro da Igreja Católica (Teologia da Libertação), fato que lhe rendeu desavença com alguns padres de esquerda do Mato Grosso] e retaliação por meio de ataque hacker.
 
É palestrante e militante próvida, e já conferenciou no Senado, na Câmara dos Deputados] e na Câmara Municipal de São Paulo.


Várias vezes foi convidado para palestrar na Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados sobre assuntos como aborto "ideologia de gênero"

  Na semana em que o Candidato a presidência Jair Bolsonaro sofreu um atentado

Padre Paulo Ricardo resolveu se pronuncia sobre o assunto ao falar sobre perseguição a jesuítas e o vídeo viralizou na web



O padre Paulo Ricardo, em um sermão, falou sobre maneiras utilizadas para calar adversários. Em um momento, fez referência à tentativa de assassinato sofrida pelo candidato Jair Bolsonaro no último dia 6, e foi intensamente aplaudido pela congregação. O vídeo viralizou na internet. Após a repercussão do vídeo, o padre publicou uma nota de esclarecimento em que explicou que se referia à perseguição sofrida pelos jesuítas no século 18. Leia abaixo:

NOTA DE ESCLARECIMENTOEm uma recente palestra, ao falar da perseguição moral e física que os jesuítas sofreram no século XVIII, por defenderem a verdade, usei como recurso retórico uma alusão ao atentado sofrido pelo Deputado Jair Bolsonaro.Como estou vendo minhas afirmações circularem, fora deste contexto, pelas redes sociais, gostaria de esclarecer o seguinte:1) Nunca participo ativamente de campanhas eleitorais;2) Não declaro o meu voto em público.As pessoas que estão usando minha imagem para fins eleitorais, fazem-no sem a minha permissão.Peço que respeitem minha decisão de não me imiscuir em processos político-eleitorais, a não ser que o exijam “os direitos fundamentais da pessoa ou a salvação das almas” (Bento XVI).Padre Paulo Ricardo de Azevedo Júnior


Mesmo com a nota de esclarecimento os grupos dentro da igreja  ligados a teologia da libertação que sempre perseguiram e atacaram Pe Paulo  por sua fidelidade e ortodoxia não se deram por satisfeito e resolveram soltar uma nota de repudio,sim esses mesmos grupos que defendem políticos abortistas,gayzistas,defensores das drogas e todo tipo de perversão e imoralidade anti católica que já até soltaram nota em favor de Jean Wyllys,resolveram  soltar uma nota atacando um padre cuja a única culpa é seguir a doutrina católica na integra,leia abaixo








Não é de hoje que sabemos que o Padre Paulo Ricardo de Azevedo Junior é um apologeta de primeira linha. Defensor da Fé e da Doutrina Católica, ele tem sido uma grande referência para a fé, como foi em outros tempos o grande e saudoso Dom Estevão Bittencourt, OSB. Penso que a diferença dos dois é que no tempo de Dom Estevão não existia internet, e aparecer em uma televisão era muito difícil. Porém o conteúdo é doutrinal é bastante semelhante, até pelo fato de ambos seguirem com fidelidade o ensinamento de Cristo e da Santa Igreja.


Se a verdade incomoda o reino da mentira, o inimigo de Deus deve estar bem incomodado com o anúncio da verdade. Portanto vamos revestir o sacerdote em oração. No mais, deixo com vocês uma  leitura bíblica do profeta Jeremias. Será que ela se aprece com a situação atual? Veja por si mesmo…


“Naqueles dias, disseram eles: ‘Vinde para conspirarmos juntos contra Jeremias; um sacerdote não deixará morrer a lei; nem um sábio, o conselho; nem um profeta, a palavra. Vinde para o atacarmos com a língua, e não vamos prestar atenção a todas as suas palavras’. Atende-me, Senhor, ouve o que dizem meus adversários. Acaso pode-se retribuir o bem com o mal? Pois eles cavaram uma cova para mim. Lembra-te de que fui à tua presença, para interceder por eles e tentar afastar deles a tua ira.” (Jr 18,18-20




0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Footer

Tecnologia do Blogger.