URGENTE:Senado argentino diz NÃO ao aborto






A Lei de Interrupção Voluntária da Gravidez recebeu 31 votos a favor e 38 contra
O Senado da Argentina rejeitou nesta quinta-feira sancionar um projeto de lei que pretendia descriminalizar o aborto até a conclusão da semana 14 da gestação.
Enquanto o texto da Lei da Interrupção Voluntária da Gravidez já havia sido aprovado em 14 de junho pela Câmara dos Representantes não conseguiu passar agora a última e última etapa parlamentar no Senado, tendo recebido 31 votos a favor, 38 contra e duas abstenções, num total de 72 lugares.

Postagens mais visitadas deste blog

Saiba o que são pecados mortais e quais são os mais comuns

O Evangélico que desafiou Nossa Senhora:“Se Maria provar que ela existe, eu me converto ao catolicismo”

Bolsonaro quer obrigar presos a trabalhar, para pagarem as despesas da prisão