Igreja Católica polonesa pede a seus fiéis que não bebam álcool por 100 dias - Front catolico

Igreja Católica polonesa pede a seus fiéis que não bebam álcool por 100 dias




Prazo será iniciado no sábado e encerrado na celebração do centenário da recuperação da independência do país, em 11 de novembro. Polônia ocupa a 14ª posição no ranking de países onde mais se consome álcool no mundo, segundo a OMS.




A Igreja Católica na Polônia propôs a seus fiéis o desafio de não consumir álcool durante 100 dias, "um ato de sacrifício e patriotismo", segundo a Conferência Episcopal do país, que deve começar no sábado (4) e vai até a celebração do centenário da recuperação da independência do país, no dia 11 de novembro.
Em carta lida no domingo nas paróquias polonesas, os bispos do país pediram aos fiéis católicos que se mantenham sóbrios entre sábado e 11 de novembro.
A Igreja Católica polonesa costuma pedir todos os anos que os fiéis evitem excessos durante o verão europeu e se abstenham de consumir álcool durante o mês de agosto, mas agora o desafio vai além e se estende por 100 dias como uma forma de "honrar a nação polonesa".
Assim, os bispos poloneses apelam ao patriotismo para que a população se mantenha sóbria e lembraram aos fiéis na carta que "a recuperação da independência da Polônia foi conseguida graças à luta, ao sacrifício e ao trabalho".


Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a Polônia ocupa a 14ª posição no ranking de países onde mais se consome álcool no mundo, com uma média de 12,5 litros por habitante ao ano, uma lista que é liderada por Bielorrúsia com uma média de 17,6 litros.
Segundo o Ministério da Saúde da Polônia, cerca de 800 mil poloneses sofrem de alcoolismo, enquanto 3 milhões bebem regularmente.
A vodca continua sendo uma das bebidas mais populares no país, que de fato é considerado o berço desta bebida, mas outros destilados como o uísque e o gim são cada vez mais populares conforme o nível de vida aumenta e a sociedade polonesa se abre aos gostos ocidentais.
O primeiro registro escrito da palavra "vodca" na Polônia é datado de 1405, onde há uma referência à bebida e seus efeitos desinfetantes, enquanto o primeiro documento escrito encontrado na Rússia, o outro país que reivindica ser o berço da bebida, é de um século mais tarde.
Em 2018, a Polônia lembra o centenário da recuperação da independência ao término da Primeira Guerra Mundial, em 11 de novembro de 1918, depois de 123 anos em que deixou de existir como estado independente e seu território esteve dividido entre Prússia (que depois passou a fazer parte do Império Alemão), Rússia e Império Austro-Húngaro.

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Footer

Tecnologia do Blogger.