Escândalo:Basílica Nossa Senhora do Patrocínio promove peça de teatro LGBT (gay)







No último dia 15 de agosto, festa dedicada a Nossa Senhora do Patrocínio, - padroeira de Araras (SP) - uma peça de teatro se pôs a promover um tipo de "família" modelado pela ideologia de gênero LGBT-gay: uma "família" de lésbicas - celebrada exatamente no momento da coroação da Santíssima Virgem Maria.
Após a aberração, a Basílica Nossa Senhora do Patrocínio publicou uma "nota de esclarecimento", pedindo "desculpas aos que sentiram-se ofendidos ou escandalizados pelo modelo de família apresentado pelos jovens" [1]. Ora, será que em nenhum momento o pároco ou um responsável se interessou em saber o que os "jovens" iriam apresentar na festa, no momento de tamanha importância? Que tipo de catequese e formação esses "jovens" estão recebendo?


Ademais. O pedido de desculpas não deveria ser dirigido apenas aos "ofendidos" e "escandalizados", mas apresentado diretamente à própria Virgem Santíssima, na celebração de uma Missa em reparação à ofensa ao Imaculado Coração de Maria e dedicada à Sagrada Família.
O que não foi notado no video abaixo ao lado da imagem de Nossa Senhora, no meio da tela, em cima das jovens que encenam essa peça profana, quando bate um vento, você pode ver o que estava encoberto por um pano preto, que é a imagem do Logo do Banco Santander...
n/d
...o mesmo banco que patrocinou no seu espaço cultural, na cidade de Porto Alegre RS, aquela exposição de arte sacrilega, que desrespeitava a fé dos católicos e promovia a ideologia de gênero.
"Porque não há coisa oculta que não acabe por se manifestar, nem secreta que não venha a ser descoberta" (São Lucas 8, 17).

Postagens mais visitadas deste blog

Saiba o que são pecados mortais e quais são os mais comuns

O Evangélico que desafiou Nossa Senhora:“Se Maria provar que ela existe, eu me converto ao catolicismo”

LUTO:Aos 58 anos morre no Rio de janeiro o ator Eduardo Galvão