DENÚNCIA: Jesuítas hospedam grevistas de fome do PT que querem libertar Lula - Front catolico

DENÚNCIA: Jesuítas hospedam grevistas de fome do PT que querem libertar Lula




Os seis lulistas recrutados pelo MST para a tal greve de fome em nome de Lula “ficarão alojados no Centro Cultural de Brasília (CCB)”, informa o PT.
Fundado em 1975 pelos jesuítas, o espaço serve de ponto de encontro dos mais aguerridos seguidores da Teologia da Libertação.
O lugar é frequentado por gente como Gilberto Carvalho.
No mês passado, Júlio Miragaya, um dos fundadores do PT no DF e candidato do partido ao governo, deu palestra ali sobre “Reforma Tributária Alternativa e Igualdade Social”.
O apoio logístico dessa ala da Igreja Católica aos grevistas de fome do PT não surpreende. O Antagonista lembra que Dom Sérgio da Rocha, arcebispo de Brasília e presidente da CNBB, visitou, no fim do ano passado, essa mesma turma que inventou de fazer greve de fome na Câmara contra a reforma da Previdência.

 O arcebispo — no caso Dom Sérgio da Rocha, que, aliás, é o atual presidente da CNBB — pode e deve intervir, quando avaliar necessário, em qualquer espaço administrado por religiosos em seu território.



Em fevereiro deste ano, por exemplo, dom Orani João Tempesta, arcebispo do Rio de Janeiro, fez uma nota de repúdio aos franciscanos que transformaram a missa de um ano da morte de Marisa Letícia em ato partidário. 
Os responsáveis pela patacoada petista precisaram se desculpar publicamente, e o cardeal teve de reforçar a proibição de manifestação política durante cerimônias.

O arcebispo de Brasília, portanto, tem poder para interpelar os jesuítas.

Se não o faz, é porque não deve considerar escandaloso que uma casa religiosa abrigue seis pessoas recrutadas pelo MST para fazer greve de fome em favor de um corrupto e lavador de dinheiro condenado pela Justiça e preso há mais de 100 dias.
Fonte: https://www.paulopes.com.br
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Footer

Tecnologia do Blogger.