Garçonete tratou um mendigo com muita gentileza. Quando ela descobriu quem ele era, ele começou a chorar - Front catolico

Garçonete tratou um mendigo com muita gentileza. Quando ela descobriu quem ele era, ele começou a chorar






Em um restaurante comum no Texas, a garçonete Mary que ali trabalhava, um dia se deparou com um mendigo que entrou no restaurante e fez um pedido, que, bem provavelmente não era muito compatível com a sua condição financeira.
O homem fedia e era muito rabugento, sua aparência era estranha. Ele entrou, procurou uma mesa vaga e ali sentou esperando ser atendido. Apesar deste cliente ser totalmente diferente daqueles que costumam frequentar o lugar, Mary foi até o homem e se comportou com ele da mesma forma que se comportava com os outros clientes do local.
Apesar dos clientes que estavam em volta não estarem gostando da presença dele no local, a garçonete teve uma postura muito profissional e continuou o atendendo. No mesmo tempo em que anotava o pedido do homem, ela se questionava se ele realmente podia pagar por este pedido, mas este julgamento não caberia a ela, pois suas função era apenas atendê-lo. E assim que o pedido ficou pronto, Mary o serviu e o entregou o que havia pedido. O mendigo se surpreendeu com a forma com que foi tratado, pois era a primeira vez que alguém o tratou daquela forma, sem o tratar mal e não fazendo um pré julgamento.
Quando o homem

saiu, Mary o olhou nos olhos dele, sorriu e disse o seu nome. “Estarei aqui, caso o senhor precise de algo mais” isso foi o que ela disse a ele. Apesar de ter tratado o homem muito bem, a garçonete foi questionada pelos seus colegas de trabalho e ate mesmo por seu gerente, que o mesmo afirmou que se ele não pagasse ela teria que arcar com a conta e ela concordou com isto. O pedido do homem não foi alto muito modesto, pediu um café da manhã americano completo. Assim que ela viu que seu cliente havia terminado a refeição ela disse a ele que não precisaria se preocupar com a conta, pois ele naquele momento era seu cliente especial.
Ele emocionado apenas acenou com a cabeça e saiu. O que ninguém imaginava, nem mesmo Mary, é que na verdade o homem era o dono da rede de restaurante onde ela trabalhava, ele usa isso como teste para saber como seus funcionários  tratavam cada um de seus clientes.
Quando Mary levantou o prato, encontrou uma nota de 100 dólares e um bilhete dizendo: “Mary, minha querida, eu te respeito muito por perceber o quanto você respeita a si mesma e ao próximo. Tenho certeza de que você conhece o segredo da felicidade, pois a sua gentileza a guiará entre aqueles que a conhecem.”


Com essa história não há duvidas de que realmente gentileza gera gentileza, Mary foi promovida uma semana depois, e agora é gerente deste mesmo restaurante. Que essa história possa servir de inspiração a todos que lerem
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Footer

Tecnologia do Blogger.