Exposição de “arte” associa eucaristia com imagem de cunho sexual - Front catolico

Exposição de “arte” associa eucaristia com imagem de cunho sexual


A exposição de arte Sui Generis, realizada na Usina Cultural Energisa, em João Pessoa, Paraíba, apresentou uma obra que gerou revolta dos cristãos.
O quadro do artista paraibano Lucas Gomes, conhecido pelo nome artístico de Kai Oliveira, mostra o trecho da Bíblia: “Tomai e comei, esse é o meu corpo” associado a uma imagem de cunho sexual.
A comunidade católica Casa Monsenhor Catão emitiu uma nota de protesto que afirma: “Atribuir a tais sinais sagrados uma conotação sexual se trata de um escárnio e vilipêndio sem precedentes! Ainda mais quando tal exposição se encontra aberta à visitação de crianças de qualquer idade, que muitas vezes são conduzidas ao local por suas escolas sem que suas famílias sequer saibam do que se trata a exposição”.
O assunto também foi debatido na Câmara de Vereadores da cidade. A vereadora Elisa Virgínia fez um discurso onde destacou que “Está previsto no artigo 208 do Código Penal. Vilipendiar, escarnecer esculturas sagradas e instrumentos religiosos é crime e a pena é de um mês a um ano. É um desrespeito a mais de 90% do povo brasileiro que é cristão”.
Reclamou ainda que o quadro “desenha um pênis completo, onde se forma uma nádega para cima. E coloca: ‘Tomai todos e comei, esse é o meu corpo’. Esse versículo é usualmente falado durante a Santa Ceia, onde as pessoas estão ali para partilhar o corpo de Cristo em memória dele. Como é que um rapaz como esse tem a capacidade de magoar a fé cristã dessa forma? É um absurdo e eu não vou tolerar. Se quiserem me chamar de intolerante, eu aceito. É um elogio”, considerou a parlamentar evangélica.
Apesar do protesto de Elisa e de outros dois vereadores, a peça continuará em exposição até 31 de maio, quando encerra a mostra. Com informações de Portal T5
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Footer

Tecnologia do Blogger.